EMPRESA SERVIÇOS MEDIA CONTACTOS
Notícias
Loures cria agência para apoiar empresas na promoção energética e ambiental

Além da Câmara Municipal de Loures, integram a AMEAL algumas empresas concelhias ligadas à área ambiental e de gestão de resíduos, como a Valorsul e a Renascimento, e ainda do setor alimentar e dos transportes, como a Fima Olá e a transportadora Rodoviária de Lisboa.Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Câmara Municipal de Loures, Paulo Piteira (CDU), explicou que os principais objetivos passam por contribuir para a "alteração de comportamentos a nível da produção e do consumo de energia e apoiar tecnicamente" o tecido empresarial e a comunidade."Desde 2015 que o executivo sentiu necessidade de ter uma agência com estas características. Para nós os benefícios são evidentes, apontou o autarca.Nesse sentido, Paulo Piteira referiu que a atividade desenvolvida pela AMEAL irá no sentido de "promover a utilização racional dos recursos ambientais, a investigação tecnológica, a sensibilização, educação e formação ambiental, sobretudo junto das escolas, a definição de uma estratégia municipal para fazer face às alterações climáticas e a construção de um plano de mobilidade".Contudo, o autarca ressalvou que, embora a oficialização da AMEAL seja só esta tarde, com a tomada de posse dos órgãos sociais, "existe já um trabalho feito pela agência, durante o período de instalação.Entre esses trabalhos, Paulo Piteira destacou a instalação de tecnologia LED no refeitório da Câmara de Loures, que permite uma poupança anual de cerca de 1520 euros e ainda a elaboração de candidaturas e cadernos de encargos para intervenções da mesma natureza."No fundo estamos sempre a falar de racionalizar custos e recursos, seja na luz ou na água, numa altura em que falamos tanto das alterações climáticas e da necessidade de termos smart cities", atestou.